terça-feira, 4 de maio de 2010

Prestar atenção no cliente ajuda a inovar

Escrito por Heloiza Camargo

Podemos pensar que uma Kombi de lanches rápidos - cachorro quente, hambúrguer e misto quente - localizada numa rua com mais alguns concorrentes dificilmente vai conseguir se destacar das demais. Afinal, os produtos servidos e os preços são parecidos.

Vendo que essa homogeneidade talvez fosse prejudicar o seu negócio, um carro de lanches que fica em frente a uma grande empresa de call center paulistana decidiu que, se não podia inovar muito no tipo de sanduíche vendido, o faria na forma de pagamento.

Primeiro veio o desconto para os funcionários da call center: 10% na compra de qualquer lanche, mediante, é claro, a apresentação do crachá. Depois começou a aceitar cartões de débito, de duas bandeiras famosas, e de vales refeição nas compras acima de R$ 5.

O resultado dessas ações foi o aumento de clientes. Nos intervalos entre um turno e outro e no horário do almoço, uma grande fila se forma em frente à Kombi, comandada por dois senhores de aproximadamente 50 anos.

A concorrência, formada por mais três utilitários na mesma calçada, não quis ficar para trás. Dois deles passaram a aceitar o vale refeição, mas o combo de cartão de débito e desconto para funcionários nenhuma delas alcançou.

A dica que fica, então, é que mesmo num ramo em que a inovação parecia não ser possível, uma dupla de empreendedores sensíveis o suficiente para perceber os anseios de seus clientes (o dinheiro que os funcionários da empresa recebiam para o lanche era feito na forma do cartão de vale refeição, por exemplo) conseguiram se destacar e ao mesmo tempo satisfazer os consumidores.

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente livremente, mas sem abusar do critério da livre escolha de palavras. Assuntos pessoais poderão ser excluídos. Mantenha-se analítico e detenha-se ao aspecto profissional do assunto em pauta.