sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Suíno 2010-2020: carne brasileira precisa de gestão, publicidade e mercado interno forte

A Suinocultura brasileira já sabe como deve atuar nos próximos dez anos para aumentar a participação no mercado nacional e mundial de carnes. As estratégias são investir pesadamente no consumo interno, montar campanhas profissionais de publicidade e marketing, abrir novos nichos de mercado no país e trabalhar ativamente com a qualidade da gestão das granjas e o treinamento dos colaboradores que atuam no segmento. A receita é fruto dos debates que tomaram conta dos três dias da “PorkExpo 2010 e V Fórum Internacional de Suinocultura”, realizada de 14 a 16 de setembro, no Estação Convention Center, em Curitiba (PR). O encontro organizado pela Editora AnimalWorld reuniu 2.200 congressistas, público geral de 23 mil pessoas, mais de 200 empresas representadas e 60 palestras envolvendo produtores, empresários, cientistas, pesquisadores e especialistas de 43 países.
A Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) teve um espaço destacado na PorkExpo, lançando o CD com 2001 receitas de pratos à base de carne suína, promovendo palestras com jornalistas, nutricionistas e médicos para ressaltar as qualidades nutricionais e de paladar da carne e ainda fazendo um balanço dos resultados do primeiro ano do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS) com os estados que participam da iniciativa, além de anunciar a adesão de Ceará e Bahia ao programa que prevê o aumento de dois quilos de carne suína no consumo anual de cada brasileiro.

O publicitário mais reconhecido do país, Washington Olivetto, levou mais de mil pessoas à palestra que mostrou exemplos concretos em todo o mundo de como o marketing e a comunicação conseguem reverter imagens desfavoráveis, quebrar preconceitos e incentivar o aumento de consumo de diversos produtos. “O suíno está na moda e não podemos ter receio de falar de qualidades e até das críticas feitas à carne que vocês produzem. É necessário ousar, investir dinheiro e ter comando centralizado nas entidades para uma campanha criativa e perene. Fazendo assim, tenho convicção de que a venda de carne suína vai aumentar vigorosamente no Brasil”, diagnosticou.

Outra palestra que lotou as salas do Shopping Estação foi a do maior cestinha do basquete mundial, o ex-jogador Oscar, convidado pela empresa de genética DB-DanBred. Ele falou da família pobre, da persistência para ganhar espaço nos clubes onde atuou no Brasil e na Europa, e brilhar na seleção brasileira. “Em todas as atividades, só vencemos se trabalharmos firme, inovando, querendo participar, ousando e atuando em equipe. Tudo com amor à família e respeito a valores como ética e patriotismo”, resumiu.

O aprimoramento profissional de todos os trabalhadores que atuam nas granjas também ganhou destaque na programação. O curso intensivo “Gestão de pessoas para produção de suínos” tratou de seleção e formação de equipes, liderança e motivação. “Os padrões científicos de produção avançam cada vez mais dentro das granjas. E nas instalações mais modernas, eles são semelhantes. Logo, a diferença vai estar no ser humano. Conhecer a tarefa, saber executá-la, avaliá-la constantemente, ter metas e ser reconhecido quando elas são alcançadas. Está ai o ponto que marca as granjas modernas e produtivas”, explicou o especialista Juan Jose Maqueda.

A “PorkExpo 2010 e V Fórum Internacional de Suinocultura” trouxe, ainda, o primeiro curso de rastreabilidade da carne suína brasileira, com autoridades do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e representantes da ABCS, Brasil Foods e das agências AENOR, da Espanha, e IFIP, da França; seminários técnicos sobre parto e qualidade dos leitões; um mergulho em doenças proporcionado pela Rede Iberoamericana de Suinocultura e a jornada de conhecimento que avaliou os fatores de perdas dentro das granjas. Dentro da Feira, o evento contou com a participação de mais de 200 empresas representadas, realizando negócios, mantendo encontro com parceiros e lançando novos produtos. E os dois momentos de confraternização proporcionados durante a homenagem aos vencedores dos prêmios da suinocultura brasileira e mundial “Porkworld”, “Agriness” e “Trabalhos Científicos”, e a “Noite da Carne Suína”, quando todos os profissionais reuniram-se para beber e saborear pratos com carne suína.
 
Fonte: PorkWorld

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente livremente, mas sem abusar do critério da livre escolha de palavras. Assuntos pessoais poderão ser excluídos. Mantenha-se analítico e detenha-se ao aspecto profissional do assunto em pauta.